sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Persona o novo gerenciador de logins da Mozilla

Mozilla lança ferramenta para gestão de logins. Empreitada tem como objetivo bater de frente com as grandes Facebook, Twitter e Google Accounts que já oferecem este serviço.



Todos sabemos como é chato ter que memorizar vários logins e senhas, preencher campos de identificação para iniciar uma sessão em cada serviço da web. E se você, assim como eu, é uma pessoa que gosta de marca presença deve ter dezenas de contas de usuário. No smartphone então, aí é que complica, ter que digitar senhas complexas com letras e números alternados naquele teclado minúsculo.

Pensando em facilitar nossa vida a Mozilla lançou, ainda em desenvolvimento, o Persona, nome derivado do Personas ferramenta de customização do Firefox. O Persona é um serviço para gerenciamento de sessões do usuário. Para o internauta, significa ter apenas uma senha além de tornar a sua conexão à Internet mais segura. Para os desenvolvedores, significa redução no tempo de desenvolvimento e nos custos relacionado à segurança, além de garantir responsividade, o que atrairá o público dos dispositivos móveis.

Como Funciona?


A ferramenta funciona exatamente como seus "concorrentes", liberando usuários e websites da tarefa de criar, gerenciar e armazenar de forma segura as senhas. Para utilizar o Persona basta ter um endereço de e-mail, acesse o site da ferramenta clique no botão de login, haverá uma aprovação da conexão e, então, o sistema realiza o resto do procedimento.

Desenvolvedores


A API do Persona já está disponível, em inglês, para facilitar o uso e integração do serviço as suas aplicações. O Persona oferece uma conexão com criptografia de 128bits.


Nota do autor


A Mozilla ao criar um serviço de login oferecerá uma transição mais suave entre a navegação aberta e conexões seguras nos sites em que o usuário conceder solicitar acesso, fornecendo uma experiência de navegação com maior fluidez. O ponto a ser destacado se refere a Política da Mozilla Foundation, pois a ferramenta não possui fins lucrativos e seguindo o lema da Mozilla, os dados pertencem aos usuários, logo não teremos nossas preferências de navegação sendo comercializadas, o histórico das páginas visitadas ficarão armazenados somente no computador.

Podemos esperar num futuro não muito distante a integração do serviço ao Firefox, seguindo assim a mesma linha do Google Chrome.

Atualizações